sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Seminário: Educação Medicalizada

"Notas baixas, dificuldades na leitura e na escrita, desatenção em sala de aula. Situações como essas, comuns entre os escolares, muitas vezes estão associadas equivocadamente a problemas neurológicos ou psicológicos, não considerando, por exemplo, a má qualidade do ensino. Recorre-se, então, à medicalização, entendida como um processo que transforma, artificialmente, questões não médicas em problemas médicos. Para discutir essas e outras considerações afins, especialistas do Brasil e do exterior se reuniram de 11 a 13 de novembro durante o I Seminário Internacional "A Educação Medicalizada: Dislexia, TDAH e outros supostos transtornos", na Unip campus do Paraíso, em São Paulo."

O texto continua em http://www.crpsp.org.br/portal/midia/fiquedeolho_ver.aspx?id=292, site do Conselho Regional de Psicologia.

O Jornal Globo News também veiculou matéria interessante:

Participe desta importante discussão e proteja as crianças!

Um comentário:

  1. Andréa, vou lhe passar o endereço de um blog, de uma profissional daqui de Araçatuba que é uma excelente pessoa.
    Talvez, mais um elo para sempre.
    www.vivituppybioterapia.blogspot.com

    ResponderExcluir