sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Publicidade e consumo na infância

Para todos os pais e educadores preocupados com os excessos do mercado, no que diz respeito ao consumo infantil, vale a pena conhecer o Instituto Alana e seus projetos, através do site http://www.alana.org.br/.

Sabemos que a publicidade infanto-juvenil é impiedosa, fazendo uso abusivo de imagens que seduzem passivamente os pequenos e grandes consumidores. Basta observar a TV para constatar que até propagandas de carro estão sendo dirigidas às crianças atualmente.

Muitas pesquisas apontam, inclusive, a obesidade, a agressividade e a erotização precoce como conseqüências do marketing mal intencionado, patrocinado por empresas cujo interesse está focado no lucro, tão somente e a todo custo.

Resta-nos cumprir o papel de tentar proteger as crianças e os adolescentes, visto que a legislação brasileira não o cumpre. Diferentemente dos países mais desenvolvidos, nossa legislação é totalmente condescente com os interesses da publicidade e das grandes empresas.
Lamentável para as crianças, trabalhoso para os adultos.

2 comentários:

  1. Pois é, acabei de votar, como educadora não aceito a criança como objeto de mercadoria.

    Ana Marly de Oliveira jacobino

    ResponderExcluir
  2. Andrea: postei no nosso blog este importante recado que você nos deu.Obrigada!

    ResponderExcluir