terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Para não esquecer


Muitas são as tragédias que não podemos esquecer, além de Sta. Maria. 
Todos os anos, morros despencam, tempestades previstas destroem casas e barracos Brasil afora.
Todos os anos, incêndios criminosos ocorrem nas favelas de SP, tirando a vida de pessoas pobres que lutam arduamente pela sobrevivência.
Todos os anos, o Brasil é recordista mundial em mortes no trânsito, agora também em atropelamentos.
Todos os anos, o número de homicídios que levam embora os filhos desse país é maior do que nas famosas zonas de guerra de Israel, Palestina, Iraque.

Poderíamos continuar essa lista infame de dor e perdas calculáveis, mas algo sinaliza dentro de mim que não é possível, não faz sentido.
Neste momento, talvez a única coisa a fazer sentido seja o clamor pela vida,
a gritar que não podemos esquecer, não podemos esquecer...

Nenhum comentário:

Postar um comentário