quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Sonho de Paz

Um sonho qualquer pode sempre existir,

mesmo que seja o da paz.


No universo da imaginação,

habitamos o Olimpo.

No cotidiano de nossas vidas,

proclamemos a coragem,

encantadamente a nos guiar!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Para uma nova infância

No contexto atual em que vivemos, da máxima performance, que conjuga produtividade/competitividade, a infância é vista apenas como uma fase a ser vivida rapidamente, uma etapa para chegar adiante, um projeto de futuro que deve caminhar em direção a algo, para algo, satisfazendo anseios e expectativas relacionadas ao universo adulto.

Infelizmente essa concepção de infância, aprisionadora, domina toda a sociedade e as instituições que cuidam das crianças, embora diversos estudiosos nos proponham outros olhares.

Um destes olhares, possível e distinto, concebe a infância como criação e espontaneidade, jogo, faz-de-conta, poesia em qualquer tempo, em qualquer espaço.
As crianças, nessa concepção, são compreendidas como sujeitos, protagonistas do mundo, em condições de falar a si mesmas e aos outros sobre o nascer contínuo, sobre o possível indeterminado das relações e dos afetos, sobre o que ainda não existe e o que existe mas poderia existir de outra maneira. Aqui as crianças são, enfim, existência pura, potencialidade em ação, encontro e processo vital.

Quem dera pudéssemos acolhê-las dessa maneira!
Mas ao contrário, quão custoso é, para todos nós, ser criança com nossas crianças nesta outra infância... Perder o controle e brincar, viver um momento de suspensão do real, junto, sem saber o final da história e aprendendo apenas a existir.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Divulgação: Aliança pela Infância

"A Aliança pela Infância apoia a divulgação do lançamento do Plano Nacional pela Primeira Infância -PNPI- que será realizado no dia 7 de dezembro de 2010, às 14h30m, na OPAS – Organização Panamericana da Saúde.
O Plano será entregue, posteriormente, ao Governo, pelo CONANDA, acompanhado da RNPI, como proposta de ações e metas na área dos direitos da criança de até seis anos de idade, a serem realizadas até 2022, quando o Brasil celebra o bicentenário da Independência. Ele está coerente com o Plano Decenal dos Direitos de Crianças e Adolescentes, incidindo o olhar na especificidade dos seis primeiros anos de vida – período mais decisivo na formação da pessoa."

Equipe de divulgação
Aliança pela Infância no Brasil
www.aliancapelainfancia.org.br
(11) 5853-8082