sexta-feira, 9 de abril de 2010

Psicodrama: encontros possíveis

O encontro entre as pessoas é ainda a melhor forma de nos sentirmos humanos e vivos. Ou não? Os novos meios de comunicação e tecnologia podem ajudar, mas não promovem tanta sinergia quanto olharmos uns nos olhos dos outros, diretamente.

Creio que seja por isso, pela ausência de encontros, que muitas vezes nos sentimos tão sozinhos e isolados. E é também por isso que, quando participamos de encontros interessantes, sejam eles eventos programados, oficializados ou, ao contrário, reuniões ao acaso, acabamos por nos sentir mais felizes e integrados.

Dedico estas poucas linhas ao V Simpósio das Entidades Filantrópicas de Piracicaba, realizado no dia 8/04, no qual tive a oportunidade de coordenar uma oficina denominada Psicodrama e a Criança Pequena, voltada para educadores.

Junto a estes educadores comprometidos, foi possível experimentar e conhecer mais intensamente o universo da criança pequena para, então, compreendê-la e acolhê-la em suas necessidades, principalmente no que diz respeito ao brincar.
Ponto para elas, e seus cuidadores dedicados!

Um comentário:

  1. Melhor ainda, é ter a oportunidade
    de V-I-V-E-R essa experiência e
    sentir de maneira sensorial
    a alegria de estar ao lado
    de uma profissional que
    permite o diálogo e
    a reflexão de
    assuntos
    de nosso "tumultuado" cotidiano.
    Foi ótimo!
    Angela Silva
    Psicóloga C.R.Piracicaba

    ResponderExcluir